O QUE É CONSCIÊNCIA? UMA ANÁLISE A PARTIR DA PERSPECTIVA DE SEARLE

  • Thiago Rezende de Deus CARDOSO (UFU)
  • Leonardo Ferreira ALMADA (UFU)
Palavras-chave: Consciência. Qualidade. Subjetividade. Unidade

Resumo

Neste artigo pretendemos discutir o conceito de consciência na perspectiva de John Searle analisando seu pensamento filosófico acerca deste conceito. Para isso, analisamos uma obra de Searle intitulada Consciência e Linguagem, na qual Searle retrata aspectos interessantes sobre a consciência, sobretudo nos três primeiros capítulos. Talvez o grande problema do estudo da consciência seja a tarefa conceitual, pois são vinte cinco séculos de tentativas sem que cheguemos a um conceito “universal” de consciência. Para Searle não é difícil delimitarmos consciência: consciência é o conjunto de estado subjetivos de sensibilidade (sentience) ou ciência (awareness), que se iniciam quando uma pessoa acorda, e que se estendem ao longo do dia. No decorrer das discussões, Searle nos traz um problema, a saber: Como estudar a consciência cientificamente? Com esta indagação, Searle vai retratar o conceito de objetividade cientifica em face do conceito de subjetivo, que é por vezes excluído do estudo cientifico. Assim, entender algumas características da consciência se torna tarefa de suma importância, na medida em que são essenciais para a existência da consciência; estas características são: a subjetividade, a qualidade e a unidade. Claro que concepção de Searle não é universalmente aceita na academia cientifica; entretanto suas indagações nos mostram um caminho “seguro” a partir do qual a ciência pode trilhar um estudo filosófico-cientifico da consciência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Rezende de Deus CARDOSO (UFU)

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Leonardo Ferreira ALMADA (UFU)

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Publicado
2014-12-19
Seção
Artigos