O LEGADO DE HEIDEGGER À CONTEMPORANEIDADE

  • Fabiano Leite FRANÇA (UFMG)
Palavras-chave: Contemporaneidade. Heidegger. Metafísica. Tradição.

Resumo

O objetivo deste trabalho circunscreve-se na tentativa de explicitar o posicionamento teórico do filósofo alemão Martin Heidegger (1889-1976) no âmbito da tradição do pensamento ocidental. Fundamentalmente, busca-se delinear a inserção de Heidegger no debate acerca da metafísica, no intuito de verificar as contribuições do autor à contemporaneidade. Para esta empresa, tomar-se-á como ponto de partida o parágrafo 6 e o parágrafo 44 da obra Ser e Tempo (1927), os textos O que é metafísica (1929), Sobre a essência da verdade (1936) e o ensaio A superação da metafísica (1936-1946); igualmente, porém, de forma mais periférica, serão utilizados como suporte teórico o texto Que é isto – A filosofia (1955), bem como o ensaio O fim da filosofia e a tarefa do pensamento (1964). O eixo em torno do qual se desenvolverá esta discussão é o projeto heideggeriano de “superação” da metafísica tradicional. A partir de então se verificará que se a clivagem de Heidegger não alterou substancialmente a senda da filosofia, ela seguramente introduziu um modo bastante original de se fazer filosofia que deixaria marcas na posteridade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiano Leite FRANÇA (UFMG)

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Publicado
2014-12-19
Seção
Artigos