A CONTRIBUIÇÃO DO BUSHIDÔ DE NITOBE NA CRIAÇÃO DO ESTADO MODERNO JAPONÊS

  • Gabriel Pinto NUNES (USP)
Palavras-chave: Ética. Tradição. Japão.

Resumo

Os povos ocidentais na modernidade demonstram deslumbre ao terem contato com informações sobre o Japão e o seu povo, especialmente referentes ao cotidiano. No imaginário ocidental criou-se a imagem que todos os japoneses são extremamente corretos e corteses. Contudo, tal imagem é fruto da propaganda nacionalista difundida ao final do século XIX que visava à aproximação com as potências econômicas da época. Neste artigo veremos como a releitura do antigo código de conduta dos samurais, o bushidô, feita por Inazo Nitobe (1862- 1933) contribuiu para a construção desta imagem do japonês como herdeiro da ética dos
samurais e as implicações políticas desta construção artificial para o Japão da época.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Pinto NUNES (USP)

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Publicado
2014-12-18
Seção
Artigos