A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO SENSÍVEL EM A TRINDADE DE SANTO AGOSTINHO

  • Gracielle Nascimento COUTINHO (UECE)
Palavras-chave: Sensação. Imagens. Recordação. Memória. Imaginação.

Resumo

No livro XI da obra A Trindade, Santo Agostinho discorre acerca da construção do conhecimento sensível à luz de duas analogias trinitárias, isto é, de dois processos epistemológicos que refletem, em certo sentido, semelhanças com o mistério da Divina Trindade. A partir das categorias de lembrança e esquecimento, as quais dependem do poder unitivo da vontade, bem como da capacidade da memória de reter as imagens das coisas sensíveis inteligidas pelos sentidos, analisaremos a função da faculdade da imaginação no tocante à formação de imagens, embora de ordem distinta daquelas armazenadas na memória, bem como a importância da vontade neste processo. Com efeito, objetivamos neste trabalho
apresentar o processo de construção do conhecimento sensível na referida obra agostiniana, aventando o viés ético-moral para o qual sua epistemologia conduz.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gracielle Nascimento COUTINHO (UECE)

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Publicado
2014-12-18
Seção
Artigos