A “CAIXA PRETA” COMO METÁFORA PARA O FUNCIONAMENTO DAS SOCIEDADES PÓS-HISTÓRICAS SEGUNDO VILÉM FLUSSER

  • Anna Luiza Andrade COLI (UFMG)
Palavras-chave: Tecno-imagens. Caixa-preta. Sociedades pós-históricas.

Resumo

O presente artigo aborda alguns textos fundamentais de Vilém Flusser
adotando como eixo central a comparação entre o funcionamento das sociedades póshistóricas e o mecanismo da “caixa-preta”, o que permite articular questões específicas dos códigos de comunicação e seus produtos com questões que tratam das consequências das tecno-imagens para o funcionamento das sociedades caracterizadas por Flusser como sociedades de massa ou pós-históricas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anna Luiza Andrade COLI (UFMG)

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Publicado
2014-12-17
Seção
Artigos