PODER E DÁDIVA NO ENGENHO

  • Nabupolasar Alves Feitosa Doutorando em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e Professor da Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Iguatu (Fecli) da Universidade Estadual do Ceará (UECE)
Palavras-chave: Potlatch, Poder, Dádiva

Resumo

Este trabalho tem como finalidade mostrar as relações de troca descritas por Marcel Mauss no seu Ensaio sobre a Dádiva e o poder produzido dessas relações. Este estudo toma como texto base o Ensaio de Mauss e toma como caso a ser estudado para se mostrar a relação entre dádiva e poder o romance Menino de Engenho, de José Lins do Rego. A principal conclusão é a de que o poder emana da dádiva por razões que jazem na própria natureza humana remanescentes dos tempos do estado de natureza, como indica Thomas Hobbes, quando ter mais poder significava viver provavelmente um pouco mais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSIS, Machado de. Memórias póstumas de Brás Cubas. 5. ed. São Paulo: FTD, 1998.

BOBBIO, Norberto. A teoria das formas de governo. 6. ed. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1992.

CAILLÉ, Alain. Antropologia do Dom: terceiro paradigma. Petrópolis: Vozes, 2002.

FREYRE, Gilberto. Nordeste: aspectos da influência da cana sobre a vida sobre a vida e a paisagem do Nordeste do Brasil. 7. ed. São Paulo: Global, 2004.

GODBOUT, Jacques T. In: SABOURIN, Eric. Organisation paysanne au Brésil: capital social, réciprocité et valeurs humaines. Revue du MAUSS Permanente, 7 de agosto de 2007. Disponível em: http://www.journaldumauss.net/spip.php?article158.

HOBBES, Thomas. Leviatã ou matéria, forma e poder de um Estado civil e eclesiástico. São Paulo: Nova Cultural, 1997.

LANNA, Marcos P. D. A dívida divina: troca e patronagem no nordeste brasileiro. Campinas: Unicamp, 1995.

MAQUIAVEL, Nicolau. O Príncipe. 25. ed. Rio de Janeiro: Ediouro, s/d.

MAUSS, Marcel. Ensaio sobre a dádiva: forma e razão da troca nas sociedades arcaicas. In: ______. Sociologia e antropologia. São Paulo: Cosac Naify, 2003.

REGO, José Lins do. Menino de Engenho. 94. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2008.

SABOURIN, Eric. Organisation paysanne au Brésil: capital social, réciprocité et valeurs humaines. Revue du MAUSS Permanente, 7 de agosto de 2007. Disponível em: http://www.journaldumauss.net/spip.php?article158.

WEBER, Max. Economia e sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. 4. ed. Brasília: Universidade de Brasília, 2000. V. 1.
Publicado
2011-07-30
Seção
Artigos