A CRÍTICA HUSSERLIANA AO OBJETIVISMO EVIDENCIADA ATRAVÉS DA NOÇÃO FENOMENOLÓGICA DE ATITUDE (EINSTELLUNG)

  • Michelle Silvestre CABRAL (UNIOESTE)
Palavras-chave: Edmundo Husserl. Fenomenologia. Objetivismo. Atitude.

Resumo

Através da distinção entre atitude natural e atitude transcendental, Husserl parece fundamentar várias de suas teses, como a diferença do agir propriamente filosófico frente o científico, a necessidade do método fenomenológico na investigação do âmbito subjetivo, etc. Com a exposição e problematização da noção fenomenológica de atitude (Einstellung) neste artigo, se pretende trazer luz à crítica desenvolvida pelo fenomenólogo ao objetivismo presente nas ciências particulares, principalmente a partir do período moderno. Tais discussões, permitem a compreensão de que as reflexões husserlianas trouxeram grandes contribuições tanto ao procedimento científico, quanto à tradição fenomenológica de investigação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michelle Silvestre CABRAL (UNIOESTE)

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Publicado
2014-12-17
Seção
Artigos