MONTESQUIEU E O PODER NÃO-SOBERANO EM HANNAH ARENDT

  • Paulo Eduardo Bodziak Junior Metrando em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
Palavras-chave: Arendt, Princípio de ação, Formas de governo, Montesquieu, Não-soberania

Resumo

As relações entre Arendt e Montesquieu são fundamentais para compreender adequadamente a noção de poder na pensadora alemã. Considerado por Arendt o último autor da tradição a refletir sobre formas de governo, Montesquieu foi também capaz de realizar uma revisão na tradição do pensamento político ocidental ao introduzir o conceito de “princípio de governo” em sua análise do espírito das leis que regem as formas de governo. Arendt viu o autor francês vinculado à tradição política romana, o que a possibilitaria de pensar a partir dele suas considerações sobre lei, poder, esfera pública, liberdade e não-soberania.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARENDT, H. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002a.

______. A dignidade da política. Rio de Janeiro: Ediouro, 2002b.

______. A promessa da política. Rio de Janeiro: Difel, 2008a.

______. A vida do espírito. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 2002c.

______. Compreensão: formação, exílio e totalitarismo – Ensaios (1930-1954). In: Jerome Kohn (Org.). São Paulo: Cia das Letras. Belo Horizonte: UFMG, 2008b.

______. Crises da República. São Paulo: Perspectiva. 1973.

______. Da revolução. São Paulo: Ática-UNB, 1990.

______. Entre o passado e o futuro. São Paulo: Perspectiva, 2007a.

______. Origens do totalitarismo. São Paulo: Cia das Letras, 2000

______. The Great Tradition: law and power. Social Research. Nova York, v. 74, n. 3, p. 713-726, Fall, 2007b.

______. The Great Tradition: ruling and being ruled. Social Research, Nova York, v. 74, n. 4, p. 941-954, Winter, 2007c.

DUARTE, A. Hannah Arendt e o pensamento político sob o signo do amor mundi. In: L-BINGEMER, M. C.; YUNES, E. Mulheres de Palavra. Rio de Janeiro: Loyola, 2003. p. 33-48.

LOCKE, J. Segundo tratado sobre o governo. São Paulo: Abril cultural, 1973. (Coleção Os Pensadores).

MONTESQUIEU. Do espírito das leis. Rio de janeiro: Ediouro, 1991.

ROUSSEAU. Do contrato social. São Paulo: Martin Claret, 2007.
Publicado
2011-07-30
Seção
Artigos