HANNAH ARENDT: AS REVOLUÇÕES MODERNAS E O PROBLEMA DO ABSOLUTO

  • Jhonny JULIANI (PUCSP)
Palavras-chave: Hannah Arendt. Revolução Americana. Revolução Francesa.

Resumo

Este texto analisa as proposições de Hannah Arendt em relação às revoluções
modernas e o problema do absoluto. Para tanto, centra-se no capítulo cinco,
Fundamento II: Novus Ordo Saeclorum, do livro Da Revolução. A análise mostrou que a autora tem uma interpretação ímpar das revoluções modernas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jhonny JULIANI (PUCSP)

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Publicado
2014-12-17
Seção
Artigos