A INFLUÊNCIA HUSSERLIANA EM A TRANSCENDÊNCIA DO EGO E A FUNDAMENTAÇÃO PRÁTICA DA OBRA SARTREANA

Palavras-chave: Sartre, Husserl, Fenomenologia, A transcendência do ego

Resumo

Este artigo propõe analisar A transcendência do ego em dois movimentos. Tem-se por objetivo, primeiramente, circunscrever a influência da fenomenologia husserliana sobre as premissas da obra. Para tanto, faz-se necessário uma exposição anterior, que delineie os conceitos da filosofia de Husserl que foram absorvidos por Sartre. Em seguida, o artigo pretende investigar por quais razões o desenvolvimento da obra produz acentos discordantes e distanciamentos importantes entre os dois filósofos. Por fim, como consequência deste segundo movimento, espera-se que ao fim do artigo se tenha explicitado o caráter prático (ou já existencial) da fundamentação da fenomenologia sartreana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

HUSSERL, E. A crise das ciências europeias e a fenomenologia transcendental. Uma introdução à filosofia fenomenológica. (Trad. Diogo Falcão Ferrer). Rio de Janeiro: Forense universitária, 2012.

______. A Ideia da Fenomenologia. (Trad. Artur Morão). Lisboa: Edições 70, 1989.

______. Cartesian Meditations. An introduction to phenomenology. (Trad. Dorian Cairns). Holanda: Martinus Nijhoff Publishers.

______. Logical Investigations. Prolegomena to pure logic. (Trad. J. N. Findlay). Nova York: Routledge, 2001, p. 53.

______. Ideias para uma fenomenologia pura e para uma filosofia fenomenológica. Introdução geral à fenomenologia pura. (Trad. Márcio Suzuki). São Paulo: Ideias & letras, 2006.

______. Investigações Lógicas. Primeiro volume. Prolegômenos à Lógica Pura. (Trad. Diogo Ferrer). In: Obras de Edmund Husserl. 1. Fundamentação da lógica e doutrina da ciência. Lisboa: Phainomenon, 2005.

______. Investigações Lógicas. Segundo volume, Parte I. Investigações para a Fenomenologia e a Teoria do Conhecimento. (Trad. Diogo Ferrer). In: Obras de Edmund Husserl. 1. Fundamentação da lógica e doutrina da ciência. Lisboa: Phainomenon, 2005, p. 382.

KANT, I. Critica da Razão Pura. Trad. Manuela Pinto dos Santos; Alexandre Fradique Morujão. Lisboa, Calouste Gulbekian, 2012.

BRAGAGNOLO, F. A tarefa da experiência antepredicativa na construção do sentido do objeto: um estudo da Vª Investigação Lógica husserliana. In: Griot: revista de filosofia. BA, v.17, n.1, p.177-192, junho, 2018. Pp. 177-192.

ONATE, A. M. Ficção e tempo na filosofia de Edmund Hussserl. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2016.

PRIEST, S. The Subject in Question: Sartre's Critique of Husserl in The Transcendence of the Ego. Londres, Nova York: Routledge, 2000.

SARTRE, J.P. Uma ideia fundamental da fenomenologia de Husserl: a intencionalidade. In: Situações I. Trad. Cristina Prado; Bento Prado Júnior. São Paulo, C. Naify, 2005.

______. A transcendência do ego – esboço de uma descrição fenomenológica. Trad. Alexandre de Oliveira Torres Carrasco. In: Cadernos Espinosanos XXII. São Paulo, N° 22, pp. 183-229, 2010.

SERRA, A. M. Do sentido da lembrança em Edmund Husserl. In: Kriterium, v.50 n° 119, pp. 197-213, Belo Horizonte, Junho, 2009. P. 205.

TOURINHO, C. D. C. O Problema da Autoconstituição do Eu Transcendental na Fenomenologia de Husserl: de Ideias I a Meditações Cartesianas. In: Trans/For/Ação, v. 39, n° 3, pp. 87-100, Marília, Julho/Setembro, 2016. P. 89.
Publicado
2020-07-20
Seção
Artigos