Saúde

  • António Marques Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa
Palavras-chave: saúde, experiência estética, naturalismo, expressão

Resumo

O conceito Gesundheit na terceira Crítica é um tópico singular no contexto desta obra. Ainda que o termo ocorra em poucas passagens, ele não deixa de cobrir um aspecto relevante da experiência estética, dado que esta não é algo que ocorra num espaço externo, incorpóreo. Pelo contrário. Kant une neste espaço os aspectos intelectuais e físicos dessa experiência, nomeadamente no ? 54, uma “Observação” no contexto da dedução transcendental dos juízos estéticos. Neste ponto a importância do conceito não aponta para uma espécie de naturalismo ou mesmo empirismo que suportem a experiência estética. Deve antes ser entendida como um poder vital que é subjectivamente sentido pelo próprio sujeito. Trata-se de uma promoção orgânica de um certo tipo de experiência (a estética) que Kant entende como um espaço unificado de forças múltiplas que exprimem aquela experiência.

Recebido / Received: 12.1.2019.
Aprovado / Approved: 20.1.2019.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

António Marques, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa

Professor de Filosofia na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, onde até 2019 dirigiu, durante cerca de 20 anos, o Instituto de Filosofia da Nova (IFILNOVA). Foi bolseiro da Alexander von Humboldt-Stiftung (Universität Münster) e professor visitante na Boston University. É autor de livros sobre Kant, Nietzshe e Wittgenstein, assim como de diversas publicações em editoras nacionais e estrangeiras.

Publicado
2019-07-23
Seção
Artigos/Articles