A Noção de Responsabilidade na Filosofia Moral Kantiana

Cláudia Maria FIDALGO DA SILVA

Resumo


O presente artigo tem como objectivo investigar as principais considerações kantianas sobre a noção de responsabilidade na sua filosofia moral. O artigo é constituído por três momentos, cujos objectivos são os seguintes: 1) apresentar as principais objecções de Hegel à ética kantiana, presentes nos seus Princípios da filosofia do direito, especialmente no que concerne ao conceito principal a investigar; 2) evidenciar que, ao contrário do que Hegel sugere, a responsabilidade pelos nossos actos tem lugar na ética kantiana, nomeadamente por meio das noções de imputação e de consciência moral (aqui partir-se-á de três aspectos principais: a) todo o agente moral possui consciência; b) a consciência é vista como tribunal interno ao homem; c) como tribunal, a consciência dita uma sentença que irá absolver ou condenar o homem); 3) evidenciar o modo como Kant não só considera a responsabilidade perante nós próprios - tal como o ponto anterior sugere - como também perante Deus.

Texto completo:

PDF