Machismo e violência de gênero: “imagina na copa”

Palavras-chave: Violência simbólica, Gênero, Denúncia

Resumo

O presente artigo apresenta uma denúncia relacionada ao fetiche sexual envolvido em um dos espetáculos mais machistas vividos pela cultura brasileira nos últimos tempos, conforme o registrado em vídeo. O país sede da Copa do Mundo de Futebol 2018 (Rússia), proíbe que mulheres trabalhem em mais de quatrocentas profissões; enquanto isso, no Brasil, parece haver uma enorme dificuldade de enxergar os assediadores como homens adultos, plenamente capazes e responsáveis por suas atitudes que são tratados, inclusive pela mídia, como “garotos” que estavam “brincando” e “não sabiam o que estavam fazendo”.

Recebido em:15/06/2019.
Aprovado em: 05/02/2020.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jamilly Nicácio Nicolete, Centro Universitário Toledo de Ensino

Doutora em Educação. Docente no Centro Universitário Toledo de Ensino/Araçatuba. 

Referências

EHRENBERG, A. La fatigue d’être soi. Paris: Odile Jacob, 1998.
FOUCAULT, M. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. 40ª ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.
FRASER, N. A Justiça Social na Globalização: redistribuição, reconhecimento e participação. Trad. por TAVARES, Teresa. Revista Crítica de Ciências Sociais, Coimbra, nº63, outubro de 2002.
______. Reconhecimento sem Ética? Revista Lua Nova, São Paulo. n. 70, 2007.
______. Mapeando a Imaginação Feminista: da redistribuição ao reconhecimento e à representação. Revista de Estudos Feministas, Florianópolis, 15(2): 240, mai./ago. 2007.
NOVAES, J. V. Beleza e feiura: corpo feminino e regulação social. In: DEL PRIORE, M.; AMATINO, M. (orgs.). História do corpo no Brasil. São Paulo: Ed. UNESP, 2011.
RIBEIRO, D. O que é: lugar de fala? Belo Horizonte: Letramento; Justificando, 2017.
TIBURI, M. Os ventríloquos e a “buceta rosa”: sobre as astúcias e as lacunas cognitivas do machismo. Revista CULT. 28 jun 2018. Disponível em: https://revistacult.uol.com.br/home/machismo-buceta-rosa-russa/. Acesso em 05 jul 2018.
Publicado
2020-03-17
Seção
Artigos