GÊNEROS E SEXUALIDADES NA ESCOLA

BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE OS PROCESSOS DE EXCLUSÃO NO COTIDIANO ESCOLAR E POLÍTICO BRASILEIRO

  • Leonardo Lemos de SOUZA Unesp
  • Eduardo Benedito COLIS Unesp
  • José Augusto Geronimo FERREIRA Unesp
Palavras-chave: Homofobia, Diversidade, Escolas, Política

Resumo

O presente artigo busca problematizar o contexto educacional e político em relação a diversidade sexual e de gêneros na escolas na atualidade, buscando vinculações entre os processos de escolarização e os políticos na manutenção de homofobias. Apresenta uma análise das empreitas de grupos conservadores que lutam contra a inclusão e as políticas afirmativas para a população LGBTI + na educação, indicando as estratégias e operacionalização de precarização do acesso e permanência nas escolas de pessoas LGBTI+. Ainda, o texto apresenta um panorama de pesquisas sobre homofobia homofobia na escola que desvela os processos de produção de exclusões, vitimizações, silenciamentos e isolamentos no contexto das relações escolares, buscando pistas sobre modos de enfrentamento dessa realidade no cotidiano escolar e fora da escola.

Recebido em: 19/05/ 2019
Aprovado em: 23/09/2019

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Lemos de SOUZA, Unesp

Livre-docente em Psicologia (Unesp). Docente na Unesp/Assis.

Eduardo Benedito COLIS, Unesp

Mestrando em Psicologia (Unesp/Assis). Psicólogo escolar na rede municipal de Educação de Indianópolis (PR).

José Augusto Geronimo FERREIRA, Unesp

Mestrando em Psicologia (Unesp/Assis).

Referências

ALBUQUERQUE, P. P. e WILIAMS, L. C. A. Homofobia na Escola: Relatos de Universitários sobre as Piores Experiências. Temas em Psicologia, v. 23, n. 3, p. 663-676, 2015.

BONTEMPO, D. E., & D’AUGELLI A. R. Effects of at-school victimization and sexual orientation on lesbian, gay, or bisexual youths’ health risk behavior. Journal of Adolescent Health, n. 30, p. 364-374, 2002.

BUTLER, J. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Tradução Renato Aguiar. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003 [1990].

BRASIL, Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da república, 2016 [1988].

FAURY, M. L. Balaio de Gatos ou um Olhar Rachildeano sobre o Gênero em Les Hors Nature. In: Horácio Costa et al. (Orgs.). Retratos do Brasil Homossexual Fronteiras, Subjetividades e Desejos. São Paulo: Editora da USP, 2010.

FOUCAULT, M. História da sexualidade I: A vontade de saber. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1999.

GALINDO, D.; CAZEIRO, F. & de SOUZA, L. & SERRA, A. LGBTs e gênero banidos? Notas genealógicas sobre projetos de lei no brasil. Psicologia em Estudo, n. 2, v. 22, p. 253-264, 2017.

JUNQUEIRA. R. D. Pedagogia do armário: normatividade em ação. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 7, n. 13, p. 481-498, jul./dez. 2013.

LEMOS de SOUZA, L. Representações de Gênero e Resolução de Conflitos Morais entre Jovens na Escola. Pesquisas e Práticas Psicossociais, São João del-Rei, n. 9, p. 118-129, jan./jun. 2014.

LOURO, G. L. Pedagogias da sexualidade. In: ______. et al. (Org.). O corpo educado: Pedagogias da sexualidade. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2000. 127 p.

MIGUEL, L. F. Da “doutrinação marxista” à “ideologia de gênero” – Escola Sem Partido e as leis da mordaça no parlamento brasileiro. Revista Direito e Práxis, Rio de Janeiro, v. 7, n. 15, p. 590-621, 2016.

NARDI, H. C., & QUARTIERO, E. T. Subjetividade e sexualidade no cotidiano das práticas escolares. Porto Alegre, RS: Nuances, 2007.

OLIVEIRA JUNIOR, I. B.; MAIO, E. R. KitGay: dá para continuar discutindo esse assunto? Revista Latino-americana de Geografia e Gênero, Ponta Grossa, v. 5, n. 1, p. 208-227, jan./jul. 2014.

PETRY, A. R.; MEYER, D. E. Transexualidade e heteronormatividade: algumas questões para a pesquisa. Revista Textos & Contextos, Porto Alegre-RS, v. 10, n. 1, p. 193-198, jan./jul. 2011.

PRINS, B.; MEIJER, I. C. Como os corpos se tornam matéria: entrevista com Judith Butler. Estudos feministas. Florianópolis, v. 10, n. 1, p. 155-167, 2002.

PROENÇA, E. R.; REIGOTA, M. A dos S. Corpos estranhos à margem: a homossexualidade no cotidiano escolar brasileiro. In: Horácio Costa et al. (Orgs.). Retratos do Brasil Homossexual Fronteiras, Subjetividades e Desejos, São Paulo: Editora da USP, 2010.

ROSADO-NUNES, M. J. F. A “ideologia de gênero” na discussão do PNE: a intervenção da hierarquia católica. Horizonte, Belo Horizonte, v. 13, n. 39, p. 1237-1260, jul./set. 2015.

RUBIN, G. Pensando o Sexo: Notas para uma Teoria Radical das Políticas da Sexualidade. 2012. Disponível em: <https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle /123456789/ 1229/rubin_pensando_o_sexo.pdf?sequence=1>. Acesso em: 02 fev. 2019.

SEVERO, R. A. de O. Gênero e sexualidade no cotidiano da escola: a morte social causada pelo bullying homofóbico. In: TEIXEIRA, A. B. M.; FREITAS, M. de A. (Orgs.) Outros plurais: mulheres e homens na educação. Curitiba: CRV, 2013. p. 29-39.

SILVA, T. T. Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 13. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

TEIXEIRA-FILHO, F. S.; RONDINI, C. A.; BESSA, J. C. Reflexões sobre homofobia e educação em escolas do interior paulista. Educação e Pesquisa. Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, v. 37, n. 4, p. 725-741, 2011.

Publicado
2019-10-23
Seção
Artigos