A liderança pedagógica e as condições objetivas e subjetivas do trabalho de educadoras da infância

Suely Amaral MELLO¹, Maria Izaura CAÇÃO²

Resumo


o artigo discute o processo de formação continuada de profissionais da educação de duas Creches e uma Escola de Educação Infantil da rede pública de um município do interior do Estado de São Paulo, tendo a perspectiva da teoria histórico-cultural como fundamentação teórica da formação realizada. Reflete sobre os desafios da análise e compreensão da prática, considerando a lógica que permeia o pensar e o agir cotidianos na escola infantil e a necessidade de orientar pensamento e práticas por uma teoria que dê conta de explicar o desenvolvimento humano numa perspectiva complexa, tal como o faz o enfoque histórico-cultural. Aponta alguns indicadores a serem aprofundados em investigações futuras, tais como a importância de uma liderança pedagógica presente diariamente como forma de articulação da teoria, aos poucos apropriada pelos profissionais em formação, e as mudanças nas práticas educativas.

Palavras-chave


educação infantil; formação continuada; teoria históricocultural; brincar.

Texto completo:

PDF


Universidade Estadual Paulista - Campus de Marília

Departamento de Administração e Supervisão Escolar

www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/educacaoemrevista