A PERCEPÇÃO DE PROFESSORAS DO DISTRITO FEDERAL SOBRE SUA PREPARAÇÃO PARA ATUAR NA EDUCAÇÃO INCLUSIVA

Eriane de Araújo DANTAS, Wellington Ferreira de JESUS

Resumo


Este trabalho objetiva investigar o espaço destinado, na legislação e nas políticas públicas educacionais, à formação continuada para a educação inclusiva e a percepção de professoras a respeito de sua preparação para empreender a inclusão. Para a coleta de dados foram aplicados questionário e entrevista semiestruturada e realizou-se pesquisa documental acerca dos programas de formação continuada na área de
educação inclusiva. Com a análise das respostas do grupo estudado, observou-se que, embora tenham, em sua maioria, participado de atividades de formação na área da educação especial, as participantes não se sentem preparadas para a educação inclusiva e não reconhecem essa preparação nos demais professores. A carência de formação, para elas, é uma das maiores barreiras à inclusão, entre as quais também inserem a falta de apoio de outro proissional na sala de aula. O medo do desconhecido é outro aspecto constantemente citado pelas entrevistadas, classiicado como mais um entrave à inclusão.


Palavras-chave


Educação especial. Educação inclusiva. Formação continuada de professores. Percepção de professores.

Texto completo:

PDF


Universidade Estadual Paulista - Campus de Marília

Departamento de Administração e Supervisão Escolar

www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/educacaoemrevista