A EDUCAÇÃO PARA A EMANCIPAÇÃO: APROXIMAÇÕES ENTRE O PENSAMENTO DE KANT E ADORNO

Anilde Tombolato Tavares da SILVA, Cândida Alayde de Carvalho BITTENCOURT

Resumo


Este artigo problematiza o tema da educação para a emancipação na contemporaneidade através das aproximações entre o pensamento de Kant e Adorno. Usamos o ensaio Resposta à pergunta: O que é esclarecimento (Aufklãrung)? de Imannuel Kant e as análises que heodor Adorno fez acerca da Aufklãrung, na tentativa de encontrar as conluências entre os pensamentos desses ilósofos para se pensar a educação. O pensamento kantiano se conigura como um dos mais inluentes nas teorias pedagógicas que proliferaram a partir do século XIX, na tentativa de promover na e pela educação o acesso ao homem, a sua maioridade e autonomia. Adorno nos alerta para a atualidade da proposta de Kant para a educação na sociedade, no sentido de que os homens abandonem seu estado de auto-inculpável menoridade em que se encontram e alcancem a emancipação. A análise das relações entre o pensamento de Kant e Adorno implica lançar olhares para a educação e a emancipação num processo de dependência das condições propícias desse tempo e das experiências com o mundo em que vivemos para a educação possa assumir uma atitude crítica e abra caminhos para uma revolução do vir a ser. Estes ilósofos trazem elementos signiicativos e problematizadores no que se refere às possibilidades de novos sentidos de uma educação para a emancipação no presente e as repercussões deste movimento que aparece na Aufklãrung.

Texto completo:

PDF


Universidade Estadual Paulista - Campus de Marília

Departamento de Administração e Supervisão Escolar

www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/educacaoemrevista