Educação em surdocegueira na Base de Periódicos CAPES - BRASIL

  • Priscila Srefany Pontes da FONSECA Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná
  • Susana Maria Mana de ARÁOZ Psicóloga. Mestre em Psicologia da Saúde. Doutora em Educação Especial.ABRASPASCEM - GRUPO BRASIL - CEP/CONEP - CEULJI/ULBRA
  • Maria da Piedade Resende da COSTA Universidade Federal de São Carlos
Palavras-chave: Educação especial, Produção científica, Aspectos psicossociais

Resumo

A surdocegueira é uma condição única que limita a pessoa de modo geral.  As suas causas estão ligadas a inúmeros fatores e resultam em dificuldades de relacionamento e aprendizagem que interferem na escolarização. No Brasil são conhecidos poucos estudos que analisem e avaliem como acontecem os processos de ensino e aprendizagem desse grupo de pessoas. Um método utilizado para levantar e agrupar a produtividade cientifica que pode contribuir para a área de estudos sobre a surdocegueira é a utilização do procedimento de bibliometria, no qual é possível quantificar a atividade científica numa área de estudos, favorecendo desta maneira, o desenvolvimento de indicadores de produção. Este estudo teve como objetivo levantar, através de estudo bibliométrico, as publicações sobre a educação de pessoas com surdocegueira presentes no Portal de Periódicos CAPES, descrevendo e quantificando a produção científica ao longo dos anos sobre a tématica. Foram utilizadas as palavras-chave “deafblind” e “education”, realizada em 28 de março de 2018. Foi possível selecionar 32 artigos publicados entre os anos 2000 até 2017 com um total de 78 autores de diversos países, envolvendo indivíduos de diversas faixas etárias, com predominância das temáticas: comunicação, relacionamento interpessoal na escola, na família e na comunidade. O índice de produtividade apresentou-se crescente ao longo dos anos, com a participação de autores estrangeiros na grande maioria, porém é um número de publicações ainda escasso.Espera-se que esta contribuição possa facilitar o aumento no Brasil de estudos na área.

Palavras Chave:Educação especial; divulgação científica; aspectos psicossociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Priscila Srefany Pontes da FONSECA, Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná

Licenciada em Biologia. Cursando Especialização em Educação Inclusiva. Contato: stefanyrccro@hotmail.com

Susana Maria Mana de ARÁOZ, Psicóloga. Mestre em Psicologia da Saúde. Doutora em Educação Especial.ABRASPASCEM - GRUPO BRASIL - CEP/CONEP - CEULJI/ULBRA

Psicóloga. Mestre em Psicologia da Saúde. Doutora em Educação Especial. Professora Representante e Coordenadora PIBIC/CNPq no Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná (CEULJI). Membro GRUPO BRASIL e ABRAPASCEM de Apoio à Surdocegueira. Contato: profsusanaaraoz@gmail.com

Maria da Piedade Resende da COSTA, Universidade Federal de São Carlos

Psicóloga. Fonoaudióloga. Mestre em Educação Especial e Doutora em Psicologia. Professora Orientadora do Programa de Pós-Graduação em Educação Especial da Universidade Federal de são Carlos (UFSCar), SP. Contato: piedade@ufscar.br

Publicado
2018-12-21
Seção
Fluxo Continuo