Curadoria digital em bibliotecas virtuais

o caso do projeto Virtual Worlds Database da Community Virtual Librarian

Palavras-chave: second life, biblioteca virtual, curadoria digital, Digital Curation Centre (DCC)

Resumo

Este trabalho objetivou mapear as ações de curadoria digital, que englobam a gestão ativa e preservação da informação, na biblioteca virtual Community Virtual Librarian (CVL) do ambiente Second Life (SL), o projeto denominado Internacional Virtual Worlds Database, que tem por finalidade categorizar, descrever, preservar e tornar as comunidades do mundo virtual mais acessíveis publicamente. Esta é uma pesquisa exploratória e bibliográfica. A coleta de dados foi realizada por meio de observação direta imersiva no ambiente SL pelos autores, assim como pela aplicação de questionário à gestora da biblioteca virtual que também gerencia o referido projeto. A partir das informações coletadas, tomando-se como base o modelo de ciclo de vida do Digital Curation Centre (DCC), foram mapeadas as ações realizadas na biblioteca que podem contribuir para a curadoria digital dos objetos existentes nesse ambiente. Como resultado, foi possível observar que a implementação das etapas da curadoria digital já está relacionada às atividades dos espaços virtuais observados. Porém, essas atividades estão incompletas e necessitam ser melhor planejadas, formalizadas/documentadas, visando garantir a preservação das informações existentes no mundo virtual de forma íntegra, confiável e duradoura. Espera-se poder colaborar com a reflexão sobre a necessidade de gestão e preservação das informações em bibliotecas virtuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raissa Carneiro Brito, UFPB

Doutoranda em Ciência da Informação. Possui graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal da Paraíba (2011). Mestrado da Universidade Federal da Paraíba. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Biblioteconomia, atuando principalmente nos seguintes temas: marketing da informação, bibliotecas universitárias e redes sociais, Tecnologia da Informação e Metodologia do trabalho Cientifico. Participa do grupo de pesquisa do CNPq intitulado Tecnologia da Informação e Sociedade, especificamente nas linhas:Limitações Digitais. Sob orientação do prof. Dr. Carlo Bellini. Áreas de interesse: Gestão da Informação; Relevância Prática das Pesquisas Acadêmicas em TI; Administração de Sistemas de Informação; Gestão do conhecimento; Marketing e Redes Sociais. Professora Substituta do Departamento de Ciência da Informação da UFPB. Atualmente, desenvolve pesquisa sobre bibliotecas virtuais e integra o grupo de pesquisa de Gestão da Informação e do conhecimento. Sob Orientação do prof. Dr Júlio Afonso de Pinho Sá.

Fabiano Cesar Mendoça Vidal, UFPB

É Técnico em Turismo (Escola Técnica Federal da Paraíba), possui graduação em Turismo pelo Instituto de Educação Superior da Paraíba (IESP) e é Especialista em Marketing e Publicidade (IESP). Ex-professor do curso de Turismo da Faculdade Asper e do Curso de Guia de Turismo do MedioTec PB, na Escola Estadual Maria Jacy Costa. Experiência na área de Turismo e ensino superior. É autor dos livros "Do Tambaú ao Garden - A História Moderna do Turismo da Paraíba" (2007) pelo qual foi agraciado com Voto de Aplausos e posteriormente a Medalha de Mérito Turístico 2008, ambos por iniciativa da Assembléia Legislativa da Paraíba, "Breve História do Espiritismo" (2012) e "Em torno do Nosso Lar - As controvérsias do Espiritismo" (2020, no prelo). É Mestre em Ciências das Religiões e Doutorando em Ciências da Informação (UFPB) . Também é integrante do Grupo de Pesquisa Raízes do Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões, e IMclusos, do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Informação, ambos da Universidade Federal da Paraíba.

Sandra Albuquerque Siebra, UFPE

Possui doutorado em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Pernambuco (2007), mestrado em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Pernambuco (1998) e graduação no curso de Bacharelado em Ciencia da Computacao pel Universidade Federal da Paraíba. Atualmente é professora adjunta da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), lotada no Departamento de Ciência da Informação (DCI). É professora do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação e pesquisadora do Laboratório LIBER/UFPE. Atua também como colaboradora nos projetos de educação à distância do Instituto Aggeu Magalhães/Fiocruz, no papel de design instrucional e coordenadora de produção de conteúdos didáticos. Tem interesse, principalmente, nos seguintes temas: Curadoria Digital, Preservação Digital, Repositórios Digitais, Arquitetura da Informação, Interação Humano-Computador, Design Instrucional, Educação a Distância, Objetos Culturais e Aprendizagem Colaborativa. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-0078-6918 (Texto informado pelo autor)

Júlio Afonso Sá de Pinho Neto, UFPB

Possui graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal do Maranhão (1984), especialização em Teoria e Metodologia da Comunicação pela Universidade Federal do Pará (1992), mestrado em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1995), doutorado em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1999) e pós-doutorado em Ciência da Informação pela Faculdade de Comunicação e Documentação da Universidade de Murcia, Espanha (2012). Atualmente é professor associado III do Departamento de Ciências Sociais Aplicadas (DCSA), Campus IV, da Universidade Federal da Paraíba, professor do Curso de Mestrado e Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI/UFPB) e professor do Programa de Pós-Graduação em Gestão nas Organizações Aprendentes (MPGOA/UFPB). Coordena o projeto de pesquisa "Modelos de gestão da informação e do conhecimento: características para aplicação nas organizações" e é membro do projeto de extensão "Inclusão digital para agentes terceirizados do Campus IV da UFPB". É coordenador do núcleo de pesquisa "Gestão da Informação, Conhecimento e Tecnologias" (GICTEC). Tem experiência nas áreas de Comunicação Organizacional e Ciência da Informação, com interesse pelos seguintes temas: cultura organizacional, gestão da informação e do conhecimento nas organizações, políticas de informação, redes digitais e inclusão digital. É Coordenador Adjunto do Grupo de Trabalho "Informação, educação e trabalho" (GT-6), da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação (ANCIB), gestão 2019-2020. (Texto informado pelo autor)

Referências

Abbott, Daisy. What is Digital Curation? , 2008, http://www.dcc.ac.uk/resources/briefing-papers/introduction-curation/what-digital-curation. Acesso 31 jul. 2019.
Airtable, https://airtable.com/. Acesso 10 fev. 2020.
Arellano, Miguel. “Preservação de documentos digitais”. Ci. Inf., Brasília, vol. 33, no.2, Maio/Ago. 2004, pp. 15-27.
Bell, Lori. et al. Virtual Libraries and Education in Virtual Worlds: twenty-first century library services. Policy Futures in Education, Oxford, vol.6, no.1, 2008, pp. 49-58.
Boeres, Sonia; and Cunha, Murilo. Competências para a preservação e curadoria digitais. https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8646303/pdf. Acesso 28 jul. 2019.
Brito, Raissa, and Pinho Neto, Júlio. “Análise do Processo de Gestão da Informação e do Conhecimento em uma Biblioteca Virtual no Second Life”. Anais do XX Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação e Biblioteconomia. Florianópolis: UFSC, 2019.
Candela, L. et al. “Setting the Foundation of Digital Libraries”. D-Lib Magazine, vol. 13, no. 3/4, Mar.-Apr./2007. http://www.dlib.org/dlib/march07/castelli/03castelli.html. Acesso 28 jul. 2019.
Chiweza, Diston Store. The potential for Virtual library services to promote teaching and research and reduce the digital divide: a case study of the University of Malawi, 2006. http://www.ascleiden.nl/pdf/elecpublconfchiweza.pdf/
Cote, D., et al. Academic Librarians in Second Life. Journal of Library Innovation, Nova York, vol. 3, no. 1, 2012. http://uknowledge.uky.edu/cgi/viewcontent.cgi?article=1017&context=libraries_facpub/. Acesso 5 mar. 2020.
Dickey, M. D. “Three-dimensional virtual worlds and distance learning: two case studies of Active Worlds as a medium for distance education”. British Journal of Educational Technology, vol. 36, 2005, pp.439–451.
Freitas, S. Aprendendo em mundos imersivos: uma revisão da aprendizagem baseada em jogos. 2006.
Gil, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5.ed. São Paulo, Atlas, 1999.
Grassian, E.; and Trueman, R. B. Stumbling, bumbling, teleporting and flying... librarian avatars in Second Life. Reference Services Review, vol.35, no.1, 2007, pp.84- 89.
Higgins, Sarah. Digital Curation: The Emergence of a New Discipline. http://www.ijdc.net/article/view/184/251. Acesso 28 jul. 2019.
Kawatra, P. S. “The Universal Library”. Textbook of Information Science. New Delhi, A.P.H. 2000, pp. 275-304.
Lima, I.F.; Souza, R.R. A concepção de biblioteca digital na literatura brasileira de periódicos em ciência da informação. Anais do 11. Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, 2010. Rio de Janeiro, Ancib, 2010. http://enancib.ibict.br/index.php/xi/enancibXI/paper/viewFile/501/294. Acesso 2 maio 2019.
" ‘Ciberteca’ ou biblioteca virtual: uma perspectiva de gerenciamento de recursos de informação”. Ciência da Informação, vol.26, no.2.1997. http://www.ibict.br/cionline/artigos/2629701.htm. Acesso 20 de mar 2020.
Mattar, F. N. “Bibliotecas digitais e suas utopias”. Ponto de Acesso, vol.2, no.2, 2008, pp.2-36. http://www.portalseer.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/2661/2166. Acesso 30 out. 2019.
Mattar, F. N. Pesquisa de marketing. 3.ed. São Paulo, Atlas, 2001.
Nash, S. S. “Libraries in Second Life: New aproaches to education, information sharing, learning object collaborations”. Journal of Systemics, Cybernetic and Informatics, vol. 7, no. 5, 2009, pp. 22-28.
Palleta, Francisco Carlos, and Gonçalves, Vanessa. “Curadoria digital: o papel das bibliotecas na sociedade em rede”. Pesq. Bras. em Ci. da Inf. e Bib., vol. 11, no. 2, 2016, pp. 047-058.
Pennock, M. “Digital Resources: To Infinity and Beyond?” Curating and Preserving Digital Library Resources' (slides from presentation given at British & Irish Association of Law Libraries (BIALL) Annual Conference, Sheffield).
Poulter, Alan. “Towards a virtual reality library”. Aslib Proceedings, vol. 45, no. 1, Jan. 1993, pp. 11-17.
Sayão, L. F. Afinal, o que é biblioteca digital? REVISTA USP, no.80, Dez./Fev. 2008-2009, pp. 6-17.
Siebra, Sandra de Albuquerque et al. Curadoria digital: além da questão da preservação digital. Anais do 14. Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, Florianópolis, ANCIB, 2013.
Silva, Faysa de Maria Oliveira; Siebra, Sandra de Albuquerque. Análise de modelos de ciclos de vida para curadoria de objetos digitais. Anais do 18. Eletrônicos Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, Marília, Unesp, 2017. https://goo.gl/CZsduX. Acesso 07 out. 2019.
Silva Segundo, Sanderli José da, Araujo, Wagner Junqueira de, and Dias, Guilherme Ataíde. Prospecção de cenários futuros: estudo aplicado a biblioteca virtual Paul Otlet. Biblios: Journal of Librarianship and Information Science, no. 72, 16 Jul. 2018. pp. 94-112. http://dx.doi.org/10.5195/biblios.2018.438. https://biblios.pitt.edu/ojs/index.php/biblios/article/view/438. Acesso 20 mar. 2020.
Thiollent, Michel. Metodologia da Pesquisa-Ação. São Paulo, Cortez,1985.
Publicado
2020-06-30
Como Citar
Brito, R., F. C. Vidal, S. Siebra, e J. A. Pinho Neto. Curadoria Digital Em Bibliotecas Virtuais. Brazilian Journal of Information Science: Research Trends, Vol. 14, nº 2 Abr-Jun, June 2020, p. 151-72, doi:10.36311/1981-1640.2020.v14n2.08.p151.
Seção
Artigos
Bookmark and Share