SUBJETIVIDADES DIGITAIS

MICROPOLÍTICAS INFO-COMUNICACIONAIS E UMA INTRODUÇÃO PROGRAMÁTICA

Palavras-chave: Subjetividade, Sujeito, Materialidade, Micropolítica, Dispositivo, Experiência

Resumo

Este artigo, de caráter teórico e desenvolvido via método bibliográfico, objetiva a apresentação de parte de uma agenda de pesquisa que situa a materialidade dos artefatos digitais a partir de sua constituição como dispositivos de experiência capazes de abarcar situações políticas, éticas, filosóficas, econômicas, culturais etc. Para tal, a discussão teórica envolve os conceitos de experiência, dispositivo e subjetividade, através de autores como Michel Foucault, Gilles Deleuze, Félix Guatarri, entre outros, possibilitando confronto com a questão digital. Como perspectiva, ao argumentar sobre a discursividade dos dispositivos de experiência a partir da sua capacidade de agenciar, fazer circular e produzir sentidos de comunicação em espaços e tempos próprios, levanta a necessidade de discussão sobre as micropolíticas que os dispositivos de experiência proporcionam na construção de sujeitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jackson da Silva Medeiros, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Publicado
2019-06-28
Como Citar
MEDEIROS, J. SUBJETIVIDADES DIGITAIS. Brazilian Journal of Information Science: research trends, v. 13, n. 2, p. 26-35, 28 jun. 2019.
Seção
Artigos