Governos não centrais no Mercosul: A inserção internacional dos estados-membros brasileiros e das províncias argentinas/Non-central governments in Mercosur: The international insertion of Brazilian states and Argentinian provinces

Arthur Pinheiro de Azevedo Banzatto

Resumo


O presente artigo discute o tema da inserção internacional dos governos não centrais brasileiros e argentinos dentro contexto de integração regional que resulta na criação do Mercosul. Inicialmente, busca-se inserir o fenômeno dentro do debate teórico das Relações Internacionais, identificando suas principais correntes explicativas. Posteriormente, busca-se analisar as experiências pioneiras do estado do Rio Grande do Sul e da província de Misiones no contexto inicial da integração regional, ainda antes da criação do Mercosul.  Por fim, com o surgimento do bloco em 1991, busca-se analisar seus impactos no âmbito estadual (Brasil) e provincial (Argentina) para compreender as diferentes estratégias adotadas pelos diferentes governos não centrais com base em estudos de caso que abrangem diferentes regiões brasileiras e argentinas, identificando padrões similares nos dois países. A metodologia utilizada ao longo da pesquisa foi o da política comparada aplicada a um pequeno número de casos (small n). 

Palavras-chave: Paradiplomacia, Diplomacia Federativa, Governos Não Centrais, Mercosul.

 

 

Abstract: This article discusses the theme of the international insertion of Brazilian and Argentinian non-central governments within the context of regional integration that results into the creation of Mercosul. Initially, it seeks to insert the phenomenon within the theoretical debate of International Relations, identifying its main explanatory approaches. Then, it seeks to analyze the pioneering experiences of the state of Rio Grande do Sul and the province of Misiones in the initial context of regional integration, even before the creation of Mercosul. Finally, with the appearance of the block in 1991, it seeks to analyze its impacts at the state (Brazil) and provincial (Argentina) level in order to comprehend the different strategies taken by the different non-central governments based in case studies that includes different regions of Brazil and Argentina, identifying similar patterns in both countries. The methodology used during the research was the comparative politics applied to a small number of cases (small n).

Key-words:  Paradiplomacy,  Federative Diplomacy, Non-central  Governments,  Mercosur.


Texto completo:

PDF


Copyright 2012 | IGEPRI | Instituto de Gestão Pública e Relações Internacionais |  Os conceitos emitidos em artigos assinados pela BJIR são de absoluta e exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de seus idealizadores.