Gramsci, Movimentos Sociais e Ciberespaço: pela atenção aos novos ambientes de hegemonia

Palavras-chave: Internet, Redes Sociais, Ciberespaço, Gramsci, Movimentos Sociais

Resumo

o ciberespaço compreende um novo ambiente de sociabilidade humana, proporcionado pelos desenvolvimentos das tecnologias de informação e comunicação. As duas primeiras décadas do século XXI apresentam a expansão desse ambiente e, principalmente, da Internet, um de seus maiores componentes; junto com tal expansão presenciamos também sua crescente importância política, econômica e social. Justamente nesse ponto o artigo pretende mobilizar a teoria gramsciana para discutir como o ciberespaço, por ser um espaço da vida social, também está submetido às relações de hegemonia e é, portanto, um ambiente de luta política. Para tal discute-se sobre a dinâmica interna do mundo cyber, a presença de espaços de difusão da concepção de mundo das classes dirigentes, bem como dos espaços alternativos. A conclusão aponta para uma visão da Internet como elemento de grande importância para os movimentos sociais, na geração do sujeito coletivo e da vontade coletiva, aspectos centrais para a difusão de uma concepção do mundo pautada nas classes e grupos subalternos, a proposta do comunista sardo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Friedrich Maier, Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC) – UNESP/campus de Marília

Bacharel em Relações Internacionais pela UNESP/FFC – Marília e Mestre em Ciências Sociais pela mesma instituição.

Publicado
2019-12-20
Seção
Encarte Especial