ALIENAÇÃO E REVOLUÇÃO BURGUESA NO BRASIL

Adair Umberto Simonato Jr.

Resumo


A passagem de relações não capitalistas ou pré-capitalistas para relações plenamente capitalistas exige a superação/transformação dos tipos e formas de alienação, ou seja, nos moldes de como os atributos genéricos humanos são separados de seus agentes pautados pela divisão do trabalho. A finalidade central do presente escrito é abordar as características de determinadas reconfigurações societárias no âmbito da Revolução burguesa no Brasil, a passagem da alienação política para a alienação econômica como define Istvan Mészáros, e os reflexos de determinada constituição na e para a sociabilidade brasileira. Desse modo, em um primeiro momento o texto tornara explícito o caráter, a particularidade, da objetivação do capitalismo no Brasil para que com isso possamos tornar manifesto a especificidade da alienação constituinte da realidade nacional.  


Palavras-chave


Alienação. Particularidade. Revolução burguesa no Brasil.