O BAILE DE MÁSCARAS

O MOVIMENTO DE INTELECTUAIS ENTRE ESTADO SUPRANACIONAL E ESTADO INTEGRAL

  • Zuleide S. Silveira Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Estado Integral. Organismos Supranacionais. Intelectuais. Hegemonia

Resumo

Este texto busca analisar a relação Estado Integral (sociedade civil e sociedade política) e Estado Supranacional (organismos supranacionais) em meio à luta que a classe trabalhadora trava no processo de (auto)formação da consciência crítica e de enfretamento à internacionalização capitalista. Evidencia a atualidade da tese de Gramsci em torno da criação do “grande Estado burguês supranacional” na Liga das Nações, fenômeno este desenvolvido no Pós-Segunda Guerra Mundial. Incorpora a questão do emprego da categoria analítica “supranacional”, com o fito de revelar a sua historicidade, bem como significativo movimento de complementaridade entre intelectual orgânico e intelectual cosmopolita e o papel que cumprem quanto à tessitura de políticas e tomadas de decisão à revelia do debate público, mas também suas implicações nos rumos das políticas públicas em nível nacional.

Recebido em 12 de abril de 2020
Aceito em 22 de junho de 2020
Editado em julho de 2020

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Zuleide S. Silveira, Universidade Federal Fluminense

 Doutora em Educação. Professora da Faculdade de Educação e dos Programas de Pós-Graduação Lato Sensu e Stricto Sensu da Universidade Federal Fluminense (UFF). Coordenadora do Grupo de Pesquisa Estado, Trabalho, Educação e Desenvolvimento: a contribuição do pensamento latino-americano (GPETED)/Diretório de Grupos de Pesquisa do Brasil/CNPq/PROPPI/UFF. Editora-Chefe da Movimento-revista do programa de pós-graduação em educação e da Faculdade de Educação (UFF).

Publicado
2020-07-22
Seção
Artigos